2leep.com

20 de junho de 2009

Essa crise não é minha

Essa semana assisti perplexo o senador José Sarney afirmar em longo discurso que a crise do senado não é dele, é do senado. Referia-se aos "atos secretos" que foram denunciados pela mídia. Entre os beneficiados há seis parentes do citado senador.

Tudo bem, ele não tem nada com a crise. A culpa é do povo que vota mal, muito mal. Escolhe seus representantes de forma aleatória votando em qualquer porcaria que tenha dinheiro e fale meia dúzia de besteiras de forma convincente. O importante pra esse povo é a copa do mundo, o brasileirão, etc.

Dane-se o senado, os ilustríssimos senadores, os atos secretos. Importante é o título futebolístico, as aventuras do protagonista da novela, as músicas com rimas pobres e cantores milionários. Povinho alienado.

Aposto que na próxima eleição que o Sarney for candidato ganha de novo, e de novo e de novo. Ganha pra sempre, pois a alienação é a garantia de perpetuação nas entranhas do poder irresponsável.
2leep.com